quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Tudo de Cor para Você

     A favela Santa Marta, no Rio de Janeiro, tem cada dia mais se sobressaído na paisagem graças ao projeto das Tintas Coral que têm transformado não só a parte estética da favela mas a vida de inúmeros moradores que, juntamente com voluntários, renovam suas casas, fachadas, muros e escadas da comunidade.





     A favela ganhou vida e, além de aumentar a alegria dos moradores, estimula o turismo e ajuda a colocar Santa Marta na rota de arte urbana do Rio de Janeiro.
     O grupo "Tudo de cor para você" foi criado em 2012 e desde o início de 2013 as mudanças já começaram a ocorrer e, liderado pelas Tintas Coral, o projeto prevê a pintura do maior número possível de casas da comunidade.




“Nossa relação estreita e de diálogo com a comunidade Santa Marta, onde atuamos com a missão de trazer cor e autoestima para a vida das pessoas, nos permitiu ampliar as ações positivas no local. Em janeiro do ano passado, convidamos o artista Swell, morador do Santa Marta, para pintar um grande muro no pico do morro representando as manifestações culturais da comunidade. Esse local é apreciado pelos moradores e pelos turistas que tiram dezenas de fotos”, afirma Marcelo Abreu, gerente de Marketing Institucional da Coral e líder do projeto “Tudo de cor para você”.




     As pinturas são carregadas de significado, desde o retrato dos principais atrativos da comunidade até a estátua de personalidades. Além disso, o objetivo principal é retratar da maneira mais fiel possível o que a favela Santa Marta representa para o Rio de Janeiro e a diversidade cultural que há em seu interior.



 






     Atualmente, 276 edificações já foram transformadas pelo projeto e, em 1 ano e meio de projeto, o "Tudo de cor para você" promoveu 33 mutirões na favela, com a participação de 907 voluntários, entre brasileiros e estrangeiros. 

“A comunidade foi escolhida pela Tintas Coral por ser fortemente reconhecida pela organização social e por seu pioneirismo em diversos projetos desenvolvidos no Rio de Janeiro”, afirma Marcelo Abreu. Segundo o executivo, é fundamental o engajamento dos moradores do Santa Marta para a revitalização das casas. “A intenção é de que o projeto seja uma realização coletiva. Por meio das cores, queremos cumprir nossa missão de contribuir para o aumento da autoestima das pessoas que ali vivem. Buscamos plantar a semente da preservação em cada lugar por que passamos e, assim, mostrar o poder que as cores possuem”, diz.







     Além da revitalização do ambiente, os moradores também têm a oportunidade de fazer cursos de capacitação na área de pintura, em conjunto com o Senai. “Estimulamos os próprios moradores a pintar suas casas e, para isso, fornecemos todo o suporte necessário – como tintas, equipamentos, ferramentas, cursos e orientação de profissionais especializados. Com isso, buscamos gerar oportunidades de trabalho para os moradores”, finaliza Abreu.



    Enfim gente, o projeto é animal e o resultado é mais animal ainda. Tenho certeza que se, eu vivesse no Rio de Janeiro, adoraria participar de um projeto assim.