segunda-feira, 31 de março de 2014

E se os emoticons fossem humanos?

     Há um bom tempo atrás postei alguns emoticons e como eles surgiram no imenso mundo digital.
     Apesar de fazer bem pouco tempo que a internet existe em nossas vidas, quando olhamos o quanto dependemos dela no nosso dia-a-dia, parece que faz uma eternidade que a utilizamos.
     Um dos elementos que mais ganhou espaço na internet, nos smartphones e nos aplicativos quando estamos enviando sms ou em chats online, foram os emoticons, “bonequinhos” ou “ícones fofinhos” que expressam todo tipo de sentimentos e emoções divertindo e muitas vezes representando o que estamos sentindo no momento.
     Pesquisando mais sobre eles descobri um trabalho muito bom desenvolvido pela agência Rosapark que utiliza os emotiocons. O trabalho foi criado para uma organização internacional sem fins lucrativos chamada Innocence em Danger, que luta para combater o abuso sexual contra crianças.
     A agência criou três emoticons humanos com três expressões diferentes. “O objetivo da campanha foi de alertar os pais questionando se eles realmente sabem com quem seus filhos estão conversando na internet e os riscos que podem estar correndo com isso”.
     Os emoticons criados para a campanha são no meu ponto de vista, bem sinistros, porém, para o intuito em questão achei extremamente pertinentes pois, além de chamar a atenção para os personagens, alerta sobre os riscos de se ter um filho prejudicado pelo abuso infantil que, na maioria das vezes, tem início no mundo virtual.
     Gostei bastante da ideia e das manipulações também. Utilizaram personagens do mundo virtual para alertar sobre um problema de origem virtual. Parabéns a toda a equipe da Rosapark pelo trabalho.