segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

CHUVA

Venha chuva! Por favor, venha!
Mata os males, os vales, os calos, os ralos, os desamores, as cores, os turbilhões, os corações...
Mata o que enche, o que esvazia, o que irrita, o que desfaz...
Mata a covardia, o medo, a desesperança, a morte, a falta de sorte...
Traz a esperança, a união, a coragem, a sacanagem, a bobagem...
Traz os amores...APAIXONADOS, ROUBADOS, DESESPERADOS, INUSITADOS...
Traz a calma, lava a alma, o ser, o interior...
Traz aquilo que vale a pena, que desestabiliza, que não duvida, que completa, que alegra, que enrubesce...
Venha chuva!