segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

PARA OLHAR DENTRO DE MIM

É necessário coragem, suor e disposição.
É necessário força, amor e perdão.
É difícil ser eu mesmo nesse mundo onde nada é natural, tudo é sempre tão desigual e todos são tão irracionais...animais...
É fácil colocar máscaras, esconder a verdade, passar de bobo, de burro, de imortal...
Mas e a essência? Onde ela está? - Ei...essência! Ei...essência, cadê você? Onde se meteu?
É...ela se perdeu...se perdeu no ter, no ter mais e no mais ter...se perdeu do ser e o ser fugiu...se foi e quem sabe nem volta mais...pois o ter não deixa...ele suga, maltrata, destrói mas entorpece, dá prazer e dependência...
Há um bom tempo atrás, um gênio já dizia "Ser ou não ser, eis a questão"...lá no tempo em que tudo era mais leve, mais sábio, mais verdadeiro...imagine hoje onde a superfície é o principal lema...o que há de virar isso? Quem sobreviverá? Será que vai passar, ou vai acabar?
É...para olhar dentro de mim...é necessário coragem, suor e disposição. É necessário força, amor e perdão...peraí...MUITO PERDÃO!